Falafel

Falafel (ou pastéis de grão) é uma daquelas receitas que é super económica, fácil de fazer e que rende bastante. 
Gosto de ter sempre uma caixinha no congelador para aqueles dias em que tenho menos tempo, paciência ou imaginação para a cozinha.

A primeira vez que fiz falafel ainda levava farinha e era frito em óleo.
Com os anos fui adaptando a receita e é essa que hoje partilho com vocês. 

O falafel pode ser feito tanto com grão como com favas.


Ingredientes:

  • 2 c.sobremesa sementes de coentros *
  • 1 c.sobremesa sementes de cominhos ou cominhos em pó *
  • 1 c.sobremesa gengibre em pó *
  • 1 c.chá flocos de chilli
  • 500g  grão cozido
  • sumo de limão
  • coentros e/ou hortelã picados
  • sementes de sésamo
  • sal

* estas foram as especiarias que escolhi, mas caso não encontrem ou não sejam do vosso agrado podem adaptar.

Modo de preparação:

  • Numa frigideira colocar as sementes de coentros, os cominhos e os flocos de chilli e deixar torrar um pouco.
  • Reduzir as especiarias em pó com a ajuda de um almofariz.
  • Triturar o grão juntamente com  sumo de meio limão e uma pitada de sal.
  • Juntar coentros e/ou hortelã picados e as especiarias.
  • Rectificar o tempero se necessário.
  • Formar bolinhas com a mistura obtida, envolver com as sementes de sésamo e achatar.
  • Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 180ºc até os pastéis estarem dourados.

Esta receita como não leva nem farinha nem ovos faz com que os pastéis fiquem mais molinhos pelo que recomendo que antes de moldar coloquem a mistura no frigorífico e os façam no forno. 

Se preferirem podem fazer bolinhas mais pequeninas e nesse caso já terão mais facilidade em dourar e virar na frigideira.

Para que fiquem menos moles podem juntar um pouco de farinha de aveia até obterem a consistência desejada.

*** Rende 18 pastéis de 30g ***


Para acompanhar os falafel fiz um molho de iogurte com:
1 iogurte grego natural
2 dentes de alho
coentros 
hortelã

Caril de legumes

Ingredientes:⁣
• 150g cebola picada⁣
• 1 c.sobrem. pasta de gengibre ou gengibre ralado ⁣
• 1 courgette pequena cortada em cubos (+/-170g)⁣
• 100g cogumelos frescos cortados em quartos ⁣
• 200g purê de tomate
• sal ⁣
• azeite ⁣
• caril em pó (usei caril de madras)⁣
• flocos de chilli ou outro picante a vosso gosto ⁣
• coentros picados ⁣
• 400g grão de bico cozido⁣


Modo de preparação:⁣
• aquecer um fio de azeite num tacho⁣
• juntar o gengibre e a cebola ⁣
• quando a cebola estiver mole , adicionar os cogumelos e a courgette ⁣
• cozinhar por 2 ou 3 minutos ⁣
• juntar o purê de tomate ⁣
• temperar com sal, caril e chilli em flocos ⁣
• quando os cogumelos já estiverem cozinhados, adicionar o grão e cozinhar por mais uns minutinhos⁣
• polvilhar com coentros picados e se gostarem podem também refrescar com sumo de lima ou limão ⁣
• servir com arroz ⁣

(Serve 3/4 doses) ⁣

Cogumelos à bulhão pato

Ingredientes ⁣⁣:
•150g de cogumelos marron cortados em quartos⁣⁣
•1 cogumelo portobello grande cortado em fatias ⁣⁣
•4 dentes de alho picados ⁣⁣
•azeite⁣⁣
•sal e pimenta⁣⁣
•coentros grosseiramente picados⁣⁣
•1 copo de vinho branco ⁣⁣
•sumo de limão 🍋 ⁣⁣
⁣⁣
Modo de preparação:⁣⁣
•colocar um fio de azeite numa frigideira⁣⁣
•quando o azeite estiver quente juntar o alho picado ⁣⁣
•quando o alho começar a fritar, juntar o vinho e deixar o álcool evaporar um pouco ⁣⁣
•juntar os cogumelos e deixar cozinhar alguns minutos, até estarem no ponto de cozedura ao vosso gosto. Se necessário juntar um pouco mais de vinho. ⁣⁣
• temperar com sal e pimenta (eu juntei também 2 c.sopa de molho de soja mas é opcional).⁣
•regar com sumo de limão e polvilhar com coentros⁣⁣
⁣⁣

Sugestão para marmita diária #8

• creme de abóbora e coentros ⁣
• anona ⁣
• espinafres salteados + cogumelos à bulhão pato + couve romanesca + medalhões de ervilhas, millet e hortelã + polenta ⁣
• marmelada ⁣bio 
• barrita de banana ⁣
• latte de café

Tarte de bacalhau com natas

Gostava de vos dizer que esta era uma tarte super fit, mas a verdade é que não! Tem tudo o que uma tarte de bacalhau com natas tem direito.

Para a base fiz massa quebrada à qual juntei manjericão e espinafres que não só enriquecem a massa como lhe dão uma cor fantástica.

RECEITA DA MASSA QUEBRADA DE ESPINAFRES E MANJERICÃO

Ingredientes:
• 1 dente de alho
• 5g coentros
• 50g folhas de espinafres baby cruas
• 260g farinha de trigo T55 sem fermento
• 100g de manteiga com sal à temperatura ambiente
• 50g água
• 1/2 c.chá sal

Modo de preparação:
• Picar o dente de alho juntamente com os coentros e os espinafres até obter um puré.
• Juntar os restantes ingredientes até obter uma massa homogénea.
• Formar uma bola com a massa, envolver num pano e colocar no frigorífico por cerca de 1 hora.

Modo de preparação na Bimby:
• Picar os espinafres, o dente de alho e os coentros , 5seg./vel5. Repetir se necessário.
• Juntar os restantes ingredientes e programar 15seg./vel.6.

Dependendo do tamanho da tarteira, geralmente esta quantidade de massa quebrada rende-me o suficiente para duas tartes. Assim opto sempre por congelar metade da massa para utilizar mais tarde.
Depois basta deixar descongelar à temperatura ambiente quando for para usar.


RECEITA DO RECHEIO DE BACALHAU COM NATAS

Ingredientes:
• 1/2 cebola cortada em meias luas fininhas
• 500g bacalhau desfiado crú
• 1 fio de azeite
• 4 c.sopa azeitonas pretas descaroçadas e cortadas em rodelas
• 1 pacote de natas (usei umas natas para pratos de peixe, que já trazem algum tempero)
• sal
• pimenta
• queijo flamengo ralado a gosto

Modo de preparação:
• Aquecer um fio de azeite numa frigideira larga.
• Juntar a cebola e deixar cozinhar até estar mole e translúcida.
• Adicionar o bacalhau, as azeitonas e temperar com sal e pimenta.
• Quando o bacalhau estiver quase cozinhado, juntar as natas e rectificar o tempero se necessário.
• Deixar cozinhar até as natas engrossarem.


MONTAGEM DA TARTE

• Forrar uma tarteira de base amovível com a massa quebrada.
• Picar o fundo com um garfo.
• Levar ao forno cerca de 20/25 minutos em forno pré-aquecido a 180ºC.
• Adicionar o recheio de bacalhau
• Polvilhar com queijo ralado a gosto (por aqui é muitoooo queijo)
• Levar ao forno a gratinar (cerca de 20 minutos).

Sopa de peixe com tapioca

Sopa de peixe com  “plot twist”.

Ao sabores tradicionais juntei gengibre, malagueta e lima.
Em vez da massa usei tapioca granulada.

A tapioca granulada é uma boa opção para substituir a massa na canja e outras sopas , sabiam?

Ingredientes:
• 80g de tapioca granulada
• 2 lombos de perca
• 10 camarões grandes
• 3 dentes de alho picados
• 1 c.sobremesa de pasta de gengibre (podem utilizar gengibre fresco ralado)
• 80g de cebola picada
• 350g de puré de tomate
• azeite
• sal
• coentros
• 1/2 malagueta sem sementes
• sumo de 1/2 lima

Modo de preparação:
• Cobrir a tapioca com água e deixar hidratar até absorver toda a água (cerca de 30 minutos).
• Cozer a perca juntamente com o camarão em 2 litros de água temperados com sal. Como o camarão coze mais rapidamente é necessário tirá-lo logo que esteja cozido.
• Reservar o caldo da cozedura.
• Desfiar o peixe.
• Numa panela aquecer um fio de azeite. 
• Juntar o alho, o gengibre, a malagueta cortada em fatias finas e a cebola picada.
• Adicionar o tomate deixar cozinhar cerca de 5 minutos. 
• Dependendo do vosso gosto, podem triturar o refogado com a varinha mágica ou não. Pessoalmente prefiro não triturar.
• Temperar com sal. • Juntar a tapioca e o caldo da cozedura do peixe (podem juntar o caldo todo ou não, dependendo se gostam de uma sopa mais ou menos líquida).
• Deixar ferver mais uns 5 minutos.
• Juntar o peixe e o camarão.
• Rectificar os temperos e se necessário adicionar mais caldo ou água.
• Polvilhar com os coentros picados e refrescar com sumo de lima

* Caso sobre caldo da cozedura do peixe podem congelar para usar mais tarde em outras receitas.