Falafel

Falafel (ou pastéis de grão) é uma daquelas receitas que é super económica, fácil de fazer e que rende bastante. 
Gosto de ter sempre uma caixinha no congelador para aqueles dias em que tenho menos tempo, paciência ou imaginação para a cozinha.

A primeira vez que fiz falafel ainda levava farinha e era frito em óleo.
Com os anos fui adaptando a receita e é essa que hoje partilho com vocês. 

O falafel pode ser feito tanto com grão como com favas.


Ingredientes:

  • 2 c.sobremesa sementes de coentros *
  • 1 c.sobremesa sementes de cominhos ou cominhos em pó *
  • 1 c.sobremesa gengibre em pó *
  • 1 c.chá flocos de chilli
  • 500g  grão cozido
  • sumo de limão
  • coentros e/ou hortelã picados
  • sementes de sésamo
  • sal

* estas foram as especiarias que escolhi, mas caso não encontrem ou não sejam do vosso agrado podem adaptar.

Modo de preparação:

  • Numa frigideira colocar as sementes de coentros, os cominhos e os flocos de chilli e deixar torrar um pouco.
  • Reduzir as especiarias em pó com a ajuda de um almofariz.
  • Triturar o grão juntamente com  sumo de meio limão e uma pitada de sal.
  • Juntar coentros e/ou hortelã picados e as especiarias.
  • Rectificar o tempero se necessário.
  • Formar bolinhas com a mistura obtida, envolver com as sementes de sésamo e achatar.
  • Colocar num tabuleiro forrado com papel vegetal e levar ao forno pré-aquecido a 180ºc até os pastéis estarem dourados.

Esta receita como não leva nem farinha nem ovos faz com que os pastéis fiquem mais molinhos pelo que recomendo que antes de moldar coloquem a mistura no frigorífico e os façam no forno. 

Se preferirem podem fazer bolinhas mais pequeninas e nesse caso já terão mais facilidade em dourar e virar na frigideira.

Para que fiquem menos moles podem juntar um pouco de farinha de aveia até obterem a consistência desejada.

*** Rende 18 pastéis de 30g ***


Para acompanhar os falafel fiz um molho de iogurte com:
1 iogurte grego natural
2 dentes de alho
coentros 
hortelã

Amendoins caramelizados com sementes de sésamo

Ingredientes:
• 6 c.s. açúcar de coco 
• 6 c.s. água
• sal (usei sal rosa)
• 1 caneca de amendoins torrados (podem também usar mistura de frutos secos. Com caju e amêndoas fica também muito bom)
• 30g sementes de sésamo (usei mistura de sésamo branco e preto)

Modo de preparação:
• numa panela colocar a água, uma pitada de sal e o açúcar de coco.
• levar a lume brando até todo o açúcar estar dissolvido
• juntar os amendoins e deixar ferver lentamente, mexendo sempre para não colar ao fundo.
• quando o açúcar começar a formar fios adicionar as sementes de sésamo e envolver bem.
• sem deixar arrefecer colocar os amendoins em cima de uma folha de papel vegetal, soltá-los uns dos outros e deixar arrefecer.
• depois é só guardar num frasco hermético… se sobrarem 😂


Depois de frios é suposto que os frutos secos fiquem secos e soltos, se ficarem peganhentos é porque não retiraram toda a humidade ao caramelo , nesse caso podem voltar a aquecer na frigideira ou levar ao forno uns minutos .

Onigiris – Receita na Bimby

Ingredientes:

Para o arroz:
200g de arroz para sushi
1 c.chá de sal
1200g de água
50ml de vinagre de arroz
4 c.sopa de sementes de sésamo
2 c.sopa de mistura salgada de sementes (opcional)
alga nori

Recheio:
1 lombo de salmão selvagem
pepino
queijo creme


Modo de preparação:

Pesar 200g de arroz e lavar até a água sair transparente
Deixar a escorrer cerca de 20 minutos
Colocar 1200g de água e o sal no copo da Bimby
Colocar o arroz no cesto
Programar 19min./100ºC/vel.4
Colocar o arroz num tabuleiro, regar com o vinagre, polvilhar com as sementes e envolver cuidadosamente
Deixar arrefecer totalmente
Para rechear podem utilizar uma forma para onigiris.
Caso não tenham a forma podem fazê-lo à mão, como se estivessem a moldar almôndegas recheadas. Para facilitar mantenham as mãos sempre molhadas e usem película aderente para ajudar a compactar bem as bolinhas.
No recheio usei queijo creme, pepino cortado em cubos e salmão. O salmão podem utilizar crú (nesse caso recomendo que utilizem salmão selvagem previamente congelado) ou cozinhado. Neste caso braseei o salmão e temperei com molho teryaki.
No final envolver os onigiris com alga nori cortada em tiras.

Mistura salgada para bagels e pães

Enquanto fazia os bagels estava a pensar com o que os iria polvilhar no final : sementes de sésamo ou papoila? ⁣

Depois lembrei-me : porque não fazer uma mistura de sementes e temperos que elevassem os bagels a outro nível? 

As quantidades foram a olho e utilizei :⁣
• tomate seco picado ⁣
• cebola liofilizada ⁣
• linhaça dourada ⁣
• sementes de abóbora ⁣
• sementes de sésamo pretas e brancas ⁣
• cebolinho liofilizado⁣
• sal grosso ⁣
• sementes de papoila ⁣
• pevides de girassol ⁣
• pinhões ⁣

Triturei tudo muito grosseiramente e ficou pronto em menos de nada. Depois é só conservar num frasco de vidro no frigorífico . ⁣

Esta mistura é óptima não só para polvilhar bagels e pães mas também para enriquecer saladas e sopas.

Bagels

Finalmente decidi experimentar fazer bagels caseiros.
Estes ao contrário dos de compra, que só costumo encontrar embalados e nunca frescos, ficam super fofinhos.

Ao pesquisar um pouco por receitas de bagels, descobri que antes de irem ao forno, passam por uma cozedura rápida em água a ferver.
Assim fica super fofinhos e elásticos por dentro e estaladiços por fora.

Ingredientes:
• 320g água
• 1 saqueta de fermento de padeiro
• 2 c.sobremesa de açúcar (usei mascavado)
• 500g de farinha (usei 250g de farinha de trigo T55 sem fermento + 250g de farinha de trigo integral mas podem usar só farinha normal)
• 2 c.chá sal (usei sal grosso) + sal para a cozedura das bagels
• 1 c.sopa de bicarbonato de sódio
• 1 ovo batido
• sementes de papoila ou sementes de sésamo ou mistura de especiarias e sementes

Modo de preparação:
• Colocar a farinha, o fermento, o açúcar e o sal numa taça.
• Se quiserem podem juntar algumas sementes à massa para enriquecer. Eu costumo juntar 2 c.sopa de sementes de abóbora e 2 c.sopa de sementes de sésamo.
• Misturar a água a pouco e pouco.
• Passar a massa para uma superfície enfarinhada e amassar até obter uma massa homogénea, lisa e elástica.
Caso prefiram amassar na Bimby basta colocar todos os ingredientes no copo e programar 5 minutos / velocidade espiga.
• Formar uma bola com a massa e colocar numa taça polvilhada com farinha.
• Tapar e deixar repousar por cerca de 1 hora, até a massa duplicar o seu volume.
• Voltar a amassar bem a massa.
• Dividir em porções (eu dividi em 8 porções com cerca de 100g).
• Formar bolinhas , espalmar e fazer um buraco no meio.
Não deixem o buraco demasiado pequeno, pois a massa ainda vai crescer durante as cozeduras e se estiver muito pequeno acabará por fechar.
Reservar.
• Entretanto aquecer água num tacho com uma pitada de sal e o bicarbonato de sódio. A água deverá ser a suficiente para cobrir totalmente cada bagel.
• Quando a água levantar fervura, colocar os bagels um a um e deixar cozinhar cerca de minuto e meio de cada lado.
Eu optei por cozer um a um, mas podem usar uma panela mais larga e cozer vários ao mesmo tempo.
Os bagels deverão flutuar assim que colocados dentro de água. Caso vão ao fundo deverão deixar a massa repousar por mais algum tempo.
• Escorrer bem e colocar os bagels cozidos num tabuleiro forrado com papel vegetal.
• Pincelar o ovo batido.
• Polvilhar com sementes a gosto.
Eu usei uma mistura salgada de sementes e especiarias.
• Levar ao forno pré-aquecido a 180ºC cerca de 20-25 minutos até os bagels estarem dourados.
No forno coloquei também uma taça de água para manter a humidade durante a cozedura.


Caso não pretendam consumir os bagels todos no mesmo dia, depois de cozidos na água , podem conservar no frigorífico (até 1 dia) ou no congelador.
Assim ficam com bagels pré-cozidos para levar ao forno sempre que queiram.